Vai na tua força

Vai na tua força

Então o anjo do Senhor veio, e sentou-se debaixo do carvalho que estava em Ofra e que pertencia a Joás, abiezrita, cujo filho Gideão estava malhando o trigo no lagar para o esconder dos midianitas. Apareceu-lhe então o anjo do Senhor e lhe disse: O Senhor é contigo, ó homem valoroso. Gideão lhe respondeu: Ai, senhor meu, se o Senhor é conosco, por que tudo nos sobreveio? E onde estão todas as suas maravilhas que nossos pais nos contaram, dizendo: Não nos fez o Senhor subir do Egito? Agora, porém, o Senhor nos desamparou, e nos entregou na mão de Midiã. Virou-se o Senhor para ele e lhe disse: Vai nesta tua força, e livra a Israel da mão de Midiã; porventura não te envio eu? Replicou-lhe Gideão: Ai, senhor meu, com que livrarei a Israel? eis que a minha família é a mais pobre em Manassés, e eu o menor na casa de meu pai. Tornou-lhe o Senhor: Porquanto eu hei de ser contigo, tu ferirás aos midianitas como a um só homem. – Juízes 6: 11 a 16

Não é fácil essa nossa condição totalmente limitada de seres humanos. Mesmo quando o Espírito Santo de Deus inspira alguma coisa no nosso coração ele, o nosso coração, erradamente, duvida e se deixa levar por sentimentos de desconfiança, falta de fé e de incapacidade. Mesmo sofrendo, é comum algumas pessoas optarem pela opção de continuar a levar uma vida cheia de dor e humilhações, no lugar de usar a sua fé e acreditar nas promessas e revelações das palavras libertadoras do nosso Deus de amor.

Na época de Gideão era essa a situação de Israel. Gideão e todo o povo sofriam muito por causa das constantes humilhações que eles recebiam dos povos vizinhos que, frequentemente, os saqueavam e levavam todos os seus bens.

Quantos de nós já não passamos por situações parecidas? Quantos de nós já não nos sentimos explorados, sugados e desmerecidos. Muitas pessoas passam por isso no trabalho, na escola, em casa…  Muitas pessoas estão sofrendo caladas e se perguntam: Até quando teremos que aguentar isso? Essa angústia, essa dor, esse sofrimento e humilhações diversas? Até quando eu vou ter que suportar esse tipo de vida?

Isso será assim até quando essas pessoas aceitarem esse tipo de situação. É isso mesmo! Nada disso pode mudar enquanto a pessoa não se levantar, confiar em Deus e tomar uma atitude no sentido de promover uma mudança radical nesse tipo de situação.

Ai, senhor meu, com que livrarei a Israel? Eis que a minha família é a mais pobre em Manassés, e eu o menor na casa de meu pai. – Juízes 6:15

Embora Gideão tenha se mostrado negativo e desconfiado ele resistiu ao pessimismo e resolveu não aceitar mais aquela situação humilhante que ele estava vivendo. Ele resolveu lutar contra tudo aquilo que o colocava para baixo, contra tudo aquilo que o humilhava, e escravizava ele, a sua família e o seu povo.

Gideão lhe respondeu: Ai, senhor meu, se o Senhor é conosco, por que tudo nos sobreveio? E onde estão todas as suas maravilhas que nossos pais nos contaram, dizendo: Não nos fez o Senhor subir do Egito? Agora, porém, o Senhor nos desamparou, e nos entregou na mão de Midiã. – Juízes 6:13

Primeiramente, Gideão resmungou contra Deus. Isso não é correto. Quando angustiados devemos nos revoltar contra a situação angustiante e não contra o nosso Deus. Jamais devemos nos esquecer de que o nosso Deus não tem parte com o mal. Todo mal procede do diabo. Devemos nos revoltar sim, contra tudo aquilo que vem do maligno e não contra aquele que é o único ser realmente Bom.

Como o nosso Deus é um Deus vivo e libertador, Ele orientou Gideão para que ele tomasse a direção certa. No fundo Gideão desconfiava dos desígnios do Senhor, mas o Senhor imediatamente aplainou os caminhos dele, lhe deu sabedoria para que ele pudesse chegar à vitória. Da mesma forma Ele faz nas nossas vidas.

O nosso Deus está vendo o nosso sofrimento, a nossa angústia e a nossa luta para viver na justiça e em santidade com Ele.  O nosso Deus tem nos acompanhado e Ele está vendo o que temos sofrido por causa do nome e da obra dEle. Por isso Ele Diz a cada um de nós:

Vai nesta tua força, e livra a Israel da mão de Midiã; porventura não te envio eu? – Juízes 6:14

O que o Senhor disse para Gideão, hoje Ele também fala para cada um de nós. Observem bem que o Senhor não falou assim: Vai meu filho! Eu vou ver se te darei da minha força e também vou ver se te darei um pouco da minha unção especial. Vou ver! Vou pensar e depois te falo.

Nada disso!

O Senhor disse: Vai nesta tua força, e livra a Israel da mão de Midiã; porventura não te envio eu?  – Juizes 6:14

Na verdade a palavra de Deus está nos dizendo o seguinte:

Filho! Filha! Confie em mim. Eu coloquei a minha força em você. Creia! Levante-se e vá em frente! Vá à luta por que Eu estou contigo e, com você vai a minha presença, a minha força e o meu poder. Não confie em você mesmo. Não confie em si mesma. Confie somente em mim. Ouça o que eu falo no seu coração. Obedeça aos meus mandamentos e fique atento para o que eu vou inspirar na sua mente. Esqueça-se. Lembre-se que, quem está te enviando sou Eu. Jamais se esqueça de que, em o nome do Senhor Jesus, o meu Espírito Santo está derramado sobre a sua vida, e Eu estarei sempre contigo. Por isso não temas! Não tenhais medo!

Filho! Filha! A fé sem as obras é nula. Creia sim! Mas levante-se para a batalha. O seu dever, dia a dia, é colocar-se de pé. A minha parte eu já fiz. Eu te dei da minha força, a minha unção, a minha sabedoria e o meu poder. Coragem! Não temas! Tome posse dos meus benefícios e siga em frente rumo a sua liberdade física, emocional, sentimental e financeira.

Esqueça esse negócio de fraqueza e incapacidade. Isso é coisa do passado. Isso é coisa de gente derrotada. O Senhor já te capacitou. O Senhor já nos capacitou a todos. Por isso Ele nos escolheu. Por isso Ele nos inspirou e por isso Ele colocou a vitória nos nossos corações.

Ele investiu em cada um nós. Agora só está faltando a nossa parte. Agora só está faltando que cada um de nós, verdadeiramente, tenhamos confiança, primeiramente na Palavra de Deus, e depois na imensa força e no Poderoso Poder que Ele já nos deu.  Ao grande Senhor da Glória, toda honra e poder!

Um forte abraço para você, e fique com Deus.

Curso de Bacharel em Teologia a Distância * Saiba Mais Aqui

Edilson Rodrigues Silva

Veja também: