Como lutar contra a dor na coluna I

Como lutar contra a dor na coluna I

De acordo com a OMS – Organização Mundial da Saúde, aproximadamente 80% da população mundial têm, ou ainda vai ter durante a vida, algum caso de dor nas costas. A dor nas costas é a segunda maior dor crônica do mundo. Só perde para a dor de cabeça.

Esse artigo tem como proposta abordar a dor na coluna pelo lado espiritual. Em hipótese nenhuma se recomenda abandonar algum tratamento médico ou, quando necessário, deixar de consultar um médico especialista. Os médicos, assim como a nossa fé, são instrumentos que Deus utiliza para nos proporcionar mais saúde e qualidade de vida. Os dois devem trabalhar sempre juntos.

Filho meu, atenta para as minhas palavras; inclina o teu ouvido às minhas instruções, Não se apartem elas de diante dos teus olhos; guarda-as dentro do teu coração.  Porque são vida para os que as encontram, e saúde para todo o seu corpo.  Guarda com toda a diligência o teu coração, porque dele procedem às fontes da vida. – Provérbios 4: 20 a 23

O espírito é o que vivifica, a carne para nada aproveita; as palavras que eu vos tenho dito são espírito e são vida. – João 6:63

Vamos à mensagem de hoje:

10 – Certo sábado, Jesus estava ensinando numa sinagoga. 11 – E chegou ali uma mulher que fazia dezoito anos que estava doente, por causa de um espírito mau. Ela andava encurvada e não conseguia se endireitar. 12 – Quando Jesus a viu, ele a chamou e disse: — Mulher, você está curada. 13 – Aí pôs as mãos sobre ela, e ela logo se endireitou e começou a louvar a Deus. 14 – Mas o chefe da sinagoga ficou zangado porque Jesus havia feito uma cura no sábado. Por isso disse ao povo: — Há seis dias para trabalhar. Pois venham nesses dias para serem curados, mas, no sábado, não! 15 – Então o Senhor respondeu: — Hipócritas! No sábado, qualquer um de vocês vai à estrebaria e desamarra o seu boi ou o seu jumento a fim de levá-lo para beber água. 16 – E agora está aqui uma descendente de Abraão que Satanás prendeu durante dezoito anos. Por que é que no sábado ela não devia ficar livre dessa doença? 17 – Os inimigos de Jesus ficaram envergonhados com essa resposta, mas toda a multidão ficou alegre com as coisas maravilhosas que ele fazia. Lucas 13: 10 a 17

Havia dezoito anos que aquela mulher estava encurvada e ela não conseguia ficar reta. Pelo fato dela não conseguir ficar reta, a bíblia não fala isso, mas podemos entender que ela tinha algum problema na coluna. Não sabemos se o problema era nos ossos, nos nervos, nos músculos ou em qualquer outra parte do corpo dela. O que sabemos mesmo é que ela tinha um problema nas costas. E esse problema não deixava ela ter uma vida normal. Uma vida plena. 

Jesus estava na igreja ensinando, foi quando essa mulher chegou ali. Quando Jesus a viu, ele a chamou e disse: — Mulher, você está curada. Aí pôs as mãos sobre ela, e ela logo se endireitou e começou a louvar a Deus.

Observem bem que o Senhor Jesus Cristo revelou o que estava acontecendo com aquela mulher: 

Está aqui uma descendente de Abraão que Satanás prendeu durante dezoito anos. Lucas 13: 16

Era o diabo quem estava causando aquele problema na costas da mulher. O diabo estava mantendo presa aquela mulher já havia há dezoito anos. A mulher andava encurvada, devia ter dor nas costas, andava torta, não olhava pra frente, não tinha horizonte, olhava só para o chão, estava limitada e completamente humilhada.

Veja bem que a coluna é a sustentação do corpo humano. O inimigo estava atacando a base da sustentação da vida dela. Há casos de dor nas costas em que, mesmo sem ter uma lesão grave na medula, as pessoas relatam que não conseguem nem mesmo ficar de pé. Não conseguem nem se levantar da cama.

Será que a sua vida não está parecida com a vida dessa mulher:

Os seus planos e sonhos estão andando direito?
A sua base de sustentação está com saúde?
A sua vida está forte, firme e ereta?
Você está andando de cabeça erguida?
Você tem enxergado novos horizontes ou tem andado com dor, cabisbaixo (a), humilhado (a) e sem perspectivas?

Se a sua vida está firme, feliz e repleta de boas perspectivas, Glórias a Deus por isso. Que Deus te abençoe com muito mais bênçãos. Mas se a sua vida está oprimida como estava a vida daquela senhora então é melhor você aprender com ela o caminho que você deve fazer para, assim como ela, conseguir a sua libertação e vida abundante:

Vamos aprender com ela?

1 – A vida daquela mulher estava toda torta e encurvada. O que ela fez? Ela ficou em casa? Ela foi passear no shopping? Não! Ela foi até Jesus. E onde Jesus estava? Na Igreja.

2 – Jesus estava ensinando na igreja. A mulher chegou. Jesus sabe que você está lá a procura dEle. Jesus sabe do seu problema. Jesus quer curar você, mas você também precisa querer ser curado (a). Você tem que deixar o seu orgulho ou outra coisa de lado e ir até Jesus. Vá até Ele. Ele está esperando você.

3 – Ontem Jesus chamou a mulher. E hoje Ele chama você. Vá até Ele e ouça o que Ele tem a te dizer:

— Mulher, você está curada. Lucas 13: 12

– Maria, Antônio, Anne, Fabiana, Marta, Laura, Madalena, Edilberto, Marcos, Alzira, Jorge, Marilia, Luiz, Henia, Nida, Natália, Yarinha, Evilânio, Luis, Mário, Rose, Dinalva, Luis Fernando, Paula, Leidiane, Mari, Cristiane, Paulo, Irene, Aparecida, Mirian, Célia, Deusa, Eliana, Cristina, Eliane, Clélia, Ana, Mariana, João, José….

– Você está curado (a).

Agora, ore comigo:

Meu Deus e Pai, no nome Poderoso do Senhor Jesus Cristo, eu te agradeço e te louvo pela libertação e cura espiritual que o Senhor realizou na minha vida, em todo o meu corpo e, principalmente na minha coluna. Pai, no nome Poderoso do Senhor Jesus Cristo, peça para o vosso amado filho, assim como Ele fez naquele sábado, que Ele também imponha sobre o meu corpo, sobre a minha cabeça, sobre a minha saúde física, mental, emocional, sentimental e espiritual, as poderosas mãos dEle Desde já eu te agradeço pela cura recebida. Amém e graças a Deus.

Glorifique a Deus com o seu corpo e com a sua vida. Um forte abraço e fique com Deus

Veja Também: Viva sem dor. Dor nas costas nunca mais

Edilson Rodrigues Silva 

Veja também: