Deus não está ouvindo a minha oração II

Deus não está ouvindo a minha oração II

Eu queria um emprego melhor, eu queria ganhar mais, eu queria ser curado, queria aquele homem, aquela mulher, eu queria ser mãe, eu queria comprar aquela casa, aquele carro, abrir o meu negócio próprio, ser meu próprio patrão ou patroa, ter independência financeira, queria casar, colocar os meus filhos naquele colégio, fazer aquela faculdade, viajar, fazer aquele intercâmbio, conquistar, eu queria isso… Eu queria aquilo e etc.

Pedir a Deus o que necessitamos é algo muito normal. O nosso Deus quer sempre a nossa felicidade. Entretanto, muitas pessoas querem alguma coisa somente para mostrar que são poderosas, mais cultas, mais bem sucedidas. Querem receber coisas para usar mal. Querem receber coisas para se orgulhar, para humilhar e para esnobar as outras pessoas. Querem coisas não para ajudar o próximo ou fazer um mundo melhor. Querem coisas somente para satisfazer a sua fome por bens materiais e alimentar o seu egoísmo e vaidade.

Muitas vezes uma pessoa quer alguma coisa, ela ora, pede, clama, espera em Deus e nada acontece. Aí a pessoa fica triste, ela chora e, alguns até entram em depressão porque não conseguem aquilo que o coração deseja.

Aí a pessoa pensa: Eu sou um pobre miserável e nu. Deus se esqueceu de mim. 

Tudo tem um propósito nas nossas vidas. O nosso Deus tem sempre o melhor para nós. Ele é o Senhor. Ele é quem sabe de tudo e de todos.

– Como assim o melhor? O melhor para mim é ter os meus sonhos e desejos prontamente realizados.

Nem sempre. A palavra de Deus nos orienta:

Donde vêm as guerras e contendas entre vós? Porventura não vêm disto, dos vossos deleites, que nos vossos membros guerreiam? Cobiçais e nada tendes; logo matais. Invejais, e não podeis alcançar; logo combateis e fazeis guerras. Nada tendes, porque não pedis. Pedis e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites. – Tiago 4:1 a 3

Na Palavra de Deus podemos observar que Ana passou por algo muito parecido com isso que acabamos de comentar. Não sabemos que tipo de emoção ou sentimento Ana carregava no coração dela. Só sabemos que ela sofria muito e que era humilhada por quer muito uma graça e essa graça Deus não lhe permitia receber.

Ana queria ser mãe, mas o Senhor não permitia que ela fosse mãe. Porque Deus não estava permitindo que Ana fosse mãe? Ana era uma mulher correta e temente a Deus. Ana era amada pelo seu esposo. Essa era uma questão entre Ana e Deus, já que Elcana, o marido de Ana, era um homem fértil. Elcana já havia dado dois filhos a Penina, a outra esposa dele.

Ana queria receber, mas o Senhor não permitia que ela recebesse. Um dia isso mudou. Ana pediu novamente o dom de ser mãe, e o Senhor imediatamente permitiu que ela fosse mãe. O que será que aconteceu no intervalo entre essas duas etapas tão distintas? O único fato que podemos observar é que ocorreu uma oração. Isso mesmo! Uma oração. Em meio a muitos sofrimentos, humilhações e, em grande aflição, Ana orou a Deus e ela conseguiu o dom da maternidade.

Será que a oração de Ana tinha alguma coisa de especial? Vamos ver?

— Ó SENHOR Todo-Poderoso, olha para mim, tua serva! Vê a minha aflição e lembra de mim! Não esqueças a tua serva! Se tu me deres um filho, prometo que o dedicarei a ti por toda a vida. 1 Samuel 1:11

Naquele dia Ana fez uma pequena e sincera oração com um algo mais: uma promessa. Fazer uma promessa a Deus é assumir perante Ele, o compromisso de dar uma oferta em troca de uma graça recebida. 

O fato é que Ana só recebeu o dom da maternidade quando ela pediu para que Deus realizasse o sonho dela, mediante a promessa de que ela, Ana, iria entregar o filho dela para fazer a obra de Deus. 

Eu pedi esta criança a Deus, o SENHOR, e ele me deu o que pedi. – 1 Samuel 1: 27

Ana foi mãe. E o fruto do sonho de Ana foi o abençoado profeta Samuel que depois de um tempo foi entregue no templo para levar uma vida consagrada no serviço a Deus.

– Mas se Ana teve um filho e ela deixou o garoto no templo que graça teve essa história? Ela ficou sem o filho do mesmo jeito. Do quê adiantou tanta dor e sofrimento? Mas não foi bem assim que a história terminou:

O SENHOR abençoou Ana, e ela teve mais três filhos e duas filhas. – 1 Samuel 2:21

Um forte abraço e fique com Deus.

Como Ser Mais Feliz

Inscreva-se no nosso canal do youtube:  AQUI!

O Senhor me ouve quando eu o chamo

Edilson Rodrigues Silva

Veja também: