Guerra das Palavras

como-conversar-guerra-das-palavras

Capítulo 14 – Guerra das palavras

 

1 – Fique longe das disputas e discursões           

Não briguem por causa de palavras. Brigar não é bom, pois somente prejudica os que estão presentes. – 2 Timóteo 2:14

Quando o tolo começa uma discussão, o que ele está pedindo é uma surra. – Provérbios 18:6

Entrar em disputas ou discursões com pessoas sem bom senso é querer entrar em confusão ou brigas. Durante e depois de uma discursão geralmente não há vencedores. O resultado dessas disputas verbais, na maioria das vezes, são somente divergências, agressões verbais e até brigas.

 

2 – Não perca o seu tempo em discursões inúteis.

Não responda ao insensato com igual insensatez, do contrário você se igualará a ele. – Provérbios 26:4

Quando um sábio se dispõe a discutir com um tolo, quer se zangue quer ria, jamais terá descanso! – Provérbios 29:9

Não deis o que é sagrado aos cães, nem jogueis aos porcos as vossas pérolas, para que não as pisoteiem e, voltando-se, vos façam em pedaços. – Mateus 7:6

Insensato é alguém que não tem bom senso das coisas. É uma pessoa desajuizada.  Portanto, ao ver que você está prestes a entrar em algum tipo de disputa ou confusão de palavras com uma pessoa com essas características, seja sábio, seja sábia: peça licença e vá embora.

 

3 – Corte o mal pela raiz

O início de um desentendimento é como a primeira rachadura numa enorme represa; por isso resolva pacificamente toda a questão antes que se transforme numa contenda destruidora. – Provérbios 17:14

É mais difícil ganhar de novo a amizade de um amigo ofendido do que conquistar uma fortaleza; as discussões estragam as amizades. Provérbios 18:19

Procure identificar quando a conversa começa a se transformar em um conflito. É melhor apagar a faísca do que apagar o incêndio. As discursões já abalaram ou destruíram grandes amizades.  Se você notar que a conversa está caminhando rapidamente para um conflito de ideias e palavras mude de assuntou ou converse com o seu amigo ou amiga em outra hora ou situação.

 

4 – Em situações de conflito use o tom de palavra adequado

A língua branda quebra até os ossos” – Provérbios 25:15

Existem momentos em que as coisas ficam tão complicadas que só com as palavras certas não obtemos o efeito desejado. Nessas situações as palavras devem vir acompanhadas de uma suavidade e sonoridade toda especial.

 

5 – Procure evitar ficar na presença de pessoas que gostam de arrumar confusões

Quando o tolo começa uma discussão, o que ele está pedindo é uma surra. – Provérbios 18:6

Evite os falatórios contrários aos ensinamentos cristãos, pois eles fazem com que as pessoas se afastem de Deus. – 2 Timóteo 2:16

Meus irmãos, peço que tomem cuidado com as pessoas que provocam divisões, que atrapalham os outros na fé e que vão contra o ensinamento que vocês receberam. Afastem-se dessas pessoas porque os que fazem essas coisas não estão servindo a Cristo, o nosso Senhor, mas a si mesmos. Por meio de conversa macia e com bajulação, eles enganam o coração das pessoas simples. – Romanos 16:17 a 18

Devemos procurar sempre evitar a companhia das pessoas que gostam de arrumar confusões. A palavra de Deus nos orienta sobre isso: Não faça amizade com pessoas grosseiras ou violentas; você poderá pegar os seus maus costumes e depois não conseguirá livrar-se deles. – Provérbios 22:24 e 25. Isso se aplica na igreja, na escola, na rua, no trabalho e em todas as áreas das nossas vidas.

Voltar ao Índice:

Veja também: